O percurso que a água faz de sua origem até chegar ao copo que você usa para bebê-la é muito extenso e inclui uma série de procedimentos que a maioria das pessoas desconhece.

Por isso, trouxemos no artigo a seguir algumas das etapas pelas quais ela passa, incluindo sua desmineralização e o transporte adequado.

Desmineralização da água

O Desmineralizador de água é um equipamento fundamental para que ela possa ser corretamente purificada por meio da troca iônica em diferentes leitos, de modo que ela se torna o que chamamos de desmineralizada, ou seja, sem minerais que podem agredir a saúde humana.

Isso acontece graças às resinas de troca iônica, que são polímeros capazes de gerar a liberação de íons, sódio ou hidrogênio (resina catiônica) quando em contato com a água, ou mesmo de íons de hidroxila (resina aniônica).

Os cátions e os ânions são responsáveis pelo teor de sais dissolvidos na água e podem ser permutados por meio desse procedimentos, já que sua presença não é desejada em muitos ambientes e ciclos de produção, como os industriais.

Uma das maiores vantagens dos sistemas de desmineralização em geral é que eles são altamente rentáveis, já que apresentam baixo custo sem comprometer a sua eficiência.

Além disso, a baixa condutividade é facilmente obtida por meio desse processo, sendo a única referência existente para o controle do tratamento de água.

Por meio do uso de dois tanques pressurizados, onde será feita a colocação das resinas para alterar as características da água quando atravessas o ambiente, é que os sistemas de troca iônica podem remover de forma eficiente os inorgânicos dissolvidos.

Para que as resinas se regenerem, ainda, é necessária também a utilização de dois tanques. Isso acontece muito antes do Transporte de água, por exemplo.

O cabeçote digital programável, por fim, regula a reativação da resina, o que pode ser feito tanto de modo manual quanto automático.

A aplicação do desmineralizador pode ser feita em:

  • Água de bateria;
  • Autoclave;
  • Caldeia;
  • Câmara climática;
  • Fabricação de espelhos;
  • Galvanoplastia;
  • Indústria de cosméticos;
  • Laboratórios químicos.

Isso sem falar nos trocadores de calor, nas torres de resfriamento e nas termodesinfectoras, que são apenas mais alguns exemplos do alto nível de aplicabilidade desse item essencial para que a água possa chegar até sua casa e, consequentemente, até seu copo de forma segura e a partir de um controle de qualidade eficiente.

Mas não é só isso! Existem muitos procedimentos entre a obtenção da água mineral, por exemplo, e o seu transporte até os reservatórios públicos.

Abrandadores

Outro utensílio que tem uma importância indispensável para que a água chegue potável até sua residência ou empresa é o Abrandador, que remove a dureza da água.

Mas, espera, a água tem dureza? Na verdade, esse é o termo utilizado para definir a presença excessiva de cálcio e magnésio na água, o que pode torná-la mais densa.

Por isso, é necessário “abrandar” esse conteúdo, utilizando equipamentos que tornem a remoção desses sais mais facilitada e eficaz.

Assim como os desmineralizadores, os abrandadores também contribuem para a obtenção de uma água mais limpa e apropriada para consumo.

Isso porque é a retirada dos íons de cálcio e magnésio que impede o desenvolvimento de incrustações tubulares, o que pode danificar os sistemas de abastecimento, estruturas em geral e até equipamentos em que essa água “dura” passa.

Sendo assim, o Abrandador de água faz com que ela passe por um leito filtrante que contém a já mencionada resina catiônica, que é o momento em que o cálcio e o magnésio pode ser trocado pelo sódio.

Sua aplicação está relacionada com aquecedores de gás, lavanderias e alguns segmentos das fábricas e indústrias.

Além disso, pode ser encontrado em:

  • Sistema térmicos;
  • Hospitais;
  • Hotéis;
  • Condomínios.

Transportando a água

O Transporte de água demanda a utilização dos chamados caminhões-tanque, veículos especialmente equipados com reservatórios resistentes e apropriados para a finalidade de levar conteúdos líquidos de um ponto a outro, independente da distância.

Por esse motivo, eles são utilizados pelos departamentos públicos para ao abastecimentos dos reservatórios municipais, por exemplos, e também para levar água potável a locais em que há escassez temporária.

Além disso, o Carro pipa, como ele também é chamado, pode ser empregado para fins particulares, sendo muito comum no abastecimento de clubes, sítios, etc.

Ele pode ser utilizado, ainda, nas demandas por lavagem de locais grandes, como praças e para o abastecimento de navios.

O mais importante é que a água seja conduzida de forma segura e passe por todos os procedimentos que a purificam e a tornam própria para o consumo humano, evitando uma série de doenças e garantindo que todos possam ter mais qualidade de vida.

Afinal, água e vida são praticamente uma só!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *