Existem muitas medidas essenciais para garantir que o meio ambiente seja devidamente preservado em meio ao desenvolvimento e à intensificação dos modelos produtivos, por isso, é importante se atentar aos documentos necessários para regularidade perante as regulamentações como a Lei de supressão de vegetação.

Você sabe o que é isso? O que pode ser feito para que a situação de uma empresa ou de um empreendimento esteja regular conforme as normas ambientais?

No artigo a seguir, saiba mais sobre o tema e fique por dentro dos processos existentes para que a liberação de uso de um determinado local seja feita de modo a não prejudicar o bioma local.

Laudo

Toda vegetação precisa ser corretamente identificada e suas condições devem passar por um procedimento preciso de análise antes de qualquer tipo de intervenção humana para fins comerciais.

Desse modo, o Laudo de caracterização de vegetação é uma forma de preservar o meio ambiente por meio de um procedimento que, como o próprio nome diz, caracteriza determinada vegetação.

Sendo assim, os tipos e os estágios sucessionais da vegetação durante seu desenvolvimento podem ser identificados.

É partir desse ponto em que a supressão pode ser realizada conforme a autorização concedida, pois será possível apontar informações sobre o efeito, por exemplo, do corte de árvores ou outras atividades.

Para isso, uma avaliação técnica e bem conduzida poderá auxiliar na preservação da mata nativa e trará uma série de benefícios tanto para o empreendimento quanto para o bioma, cuja área de ocupação determina a quantidade de documentos a serem apresentados para a garantia de um uso consciente do local.

Toda intervenção em vegetação isolada ou com relação ao corte de árvores deve, portanto, ser acompanhada por um Laudo de categorização de vegetação cetesb, de forma que, consecutivamente, é necessário que seja concedida uma autorização para o processo de supressão. Saiba mais a respeito deste processo abaixo.

Autorização

Seja em algum empreendimento de interesse público ou mesmo em locais diversos que são submetidos ao licenciamento ambiental e todas as suas exigências conforme a Diretoria de Licenciamento Ambiental Federal do Ibama, a necessidade de um ASV, como é conhecida a Autorização para supressão de vegetação, é indiscutível.

Esse é o documento responsável por disciplinar os variados processos de supressão de vegetação nativa a serem executados em determinado local.

Desse modo, essa autorização tem como principal objetivo controlar adequadamente a exploração e a comercialização de matéria-prima advinda da mata nativa, como florestas, e que é utilizada em uma série de empreendimentos.

O controle do transporte no resgate de exemplares da flora também é garantido por meio desse procedimento.

Para adquiri-lo, é necessário passar por alguns passos, tais como:

  • Inscrição e regularização no Cadastro Técnico Federal;
  • Licenciamento ambiental federal;
  • Encaminhamento do plano de trabalho da flora local;
  • Fornecimento de informações em requerimento online.

Supressão de vegetação nativa

Uma Supressão vegetal pode ser feita a partir do levantamento de algumas informações que são essenciais para o profissional conhecer as condições nativas da natureza em determinado local.

A partir da autorização, portanto, esse procedimento independe do tipo de vegetação que há no local, seja ele cerrado, mata atlântica, entre outros cenários.

Além disso, o estágio de desenvolvimento também não interfere no processo, já que ele deve ser feito mesmo em níveis avançados ou de clímax.

Desse modo, até um pequeno bosqueamento ou qualquer tipo de exploração florestal (em regime de manejo sustentável) exigem que a retirada de seletiva de itens que serão vendidos seja feita conforme autorização.

Dentre os exemplares comerciais mais comuns, podemos destacar:

  • Palmito;
  • Cipós;
  • Toras de madeira;
  • Plantas medicinais;
  • Plantas ornamentais.

Não é por acaso que esse processo é tão fundamental para a preservação de biomas nativos e para garantir operações mais responsáveis.

Vale ressaltar que, faz-se necessário contar com o trabalho especializado e de qualidade de Empresas de supressão vegetal que tenham um bom histórico de atuação e possam atender a todas as demandas do seu empreendimento.

Afinal, a agilidade e a destreza são elementos que fazem toda a diferença quando estamos falando de documentação, não é mesmo?

Obter a opinião técnica de profissionais da área também ajuda bastante e garante mais segurança durante as etapas de cada procedimento necessário.

O mais importante é sempre garantir que todos os documentos estejam em dia e que qualquer tipo de atividade obedeça às normas regulamentadoras que buscam, todos os dias, preservar nosso meio ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *