A indústria tem se reinventado e se renovado muito nos últimos anos. Nesse cenário, existe uma preocupação com o impacto ambiental de certas atividades, pois a produção de resíduo também tem aumentado, principalmente em fábricas que trabalham com produtos de alto teor contaminante para o meio ambiente.

Por isso, as formas de tratamento de efluentes tem se renovado também, criando novos meios e maquinários mais modernos para lidar com esse grande problema. Neste artigo, vamos abordar os pontos cruciais para esse tratamento de efluentes, água e de esgoto.

Tratamento de água

A agua potavel é a essência da vida, e temos que cuidar das reservas que ainda temos para conseguirmos utilizar por muito mais tempo.

Sendo assim, o seu tratamento é imprescindível. Mesmo a água que vem de rios e mesmo de represas apresentam certos tipos de materiais nocivos para o consumo ou uso na indústria. Isso demanda um tratamento prévio antes da emissão e uso desse material.

Todo esse processo é feito em uma ETA (Estação de Tratamento de Agua), normalmente a água captada direto da natureza passa em torno de 3 horas em um processo de redução de bactérias e limpeza.

O processo se inicia em um decantador, que filtra todo o material pesado presente, removendo qualquer tipo de folha, animais, pedras e outros materiais que podem ter sido recolhidos juntos.

Depois disso, é feita uma filtragem, processo que tem como foco a remoção de materiais um pouco menores, funcionando como uma peneira.

Logo após, é inserido cloro e flúor, materiais que tem a intenção de matar o restante de bactérias e materiais nocivos que podem ter restado na água. O processo todo é feito bem rápido hoje em dia, proporcionando uma alta produtividade na limpeza da água.

Equipamentos para tratamento

É possível identificar no mercado vários equipamentos e métodos para a filtragem final da água, fora os usados na indústria, que comumente são:

  • Sistemas de dosagens;
  • Procedimento de osmose inversa;
  • Reposição de sais;
  • Misturas químicas.

Vamos entender um pouco sobre esses equipamentos disponíveis no mercado.

Filtros

Dentro do processo industrial de limpeza da água também se usam filtros. Porém muitas pessoas tem a preferência de utilizar um filtro de agua em casa para garantir que o produto esteja realmente pronto para o uso.

Normalmente os filtros funcionam por meio da utilização de velas centrais, que têm como função reter impurezas presentes no líquido, uma das grandes vantagens é que não necessitam de energia elétrica para funcionar, fazendo com que mesmo em regiões de difícil acesso de energia, a água possa passar por um filtro final.

Um dos pontos que vale ressaltar sobre esse produto é a necessidade de limpeza ou troca dos filtros regularmente, dependendo do fabricante, esses filtros podem durar de 6 meses a um ano. É preciso sempre verificar este prazo de validade e realizar a manutenção desse equipamento.

Purificador

O purificador já trabalha utilizando energia elétrica, porém funciona como um sistema compacto de tratamento de água, é um pouco mais lento, mas tem um trabalho mais completo.

Ter equipamentos para tratamento de água em casa poderá garantir que o líquido esteja mais preparada para o uso. Fora esses dispositivos que funcionam diretamente na saída de água, é possível ter estações de tratamentos de esgoto em casa, que auxiliam no processo de reuso da água.

Esse é um investimento que vale a pena e que garante uma boa relação de custo-benefício, principalmente pela diminuição nos gastos com água.

É possível também contratar empresas de tratamento de efluentes que construam um projeto adequado para certos tipos de residências e empresas, deixando o processo ainda mais produtivo e econômico.

Como funciona o licenciamento?

Para se operar uma empresa que gerará poluentes para certas áreas é preciso buscar o licenciamento adequado que permita a execução dos serviços.

O licenciamento é algo complexo e deve ser feito de forma rigorosa para garantir a permanência da empresa e, principalmente, reduzir os danos ambientais que o uso de qualquer produto químico possa vir a ter na natureza.

Para realizar esse procedimento, é recomendado a consultoria de alguma empresa de licenciamento ambiental que fará toda a inspeção de forma correta e aconselhará na adaptação de qualquer processo para gerar menos danos ao meio ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *