Solo grampeado é um método de segurança que utiliza chumbadores, processos de drenagem e concreto projetado para empreender o controle dos taludes (terrenos inclinados que promovem a estabilidade das obras).

Surgiu no Brasil em meados dos anos 80, vindo da França da década anterior. Foi utilizado inicialmente em projetos de construção subterrâneas, como galerias e túneis.

Com o tempo, a técnica foi popularizando-se, e os estudos referentes a esse dispositivo de segurança foram sendo refinados.

Esse método utiliza materiais em sua execução que são muito fáceis de se encontrar, além de possuir um custo de implementação muito menor quando comparado a outras formas de contenção de terrenos.

Os chumbadores do solo grampeado viabilizam a estabilidade do maciço, ao passo que o concreto projetado dá estabilidade local à superfície visível da construção, e a drenagem atua nos dois casos.

Como é executada a técnica de solo grampeado?

A técnica de Solo grampeado irá acontecer em três etapas:

1. Escavação

Essa fase corresponderá à perfuração do terreno, normalmente realizada de maneira mecânica e em segmentos, de cima para baixo. Esses segmentos possuirão uma distância entre eles, que varia de acordo com a dimensão dos grampos a serem adotados.

É realizada nos taludes e muitas vezes é necessário mexer em seu formato para assegurar maior solidez ao solo.

Este, será ainda perfurado com o auxílio de uma máquina perfuratriz que tenha rotação adequada ao projeto, para que se possa dar prosseguimento ao método de contenção, com o emprego dos grampos e da drenagem sub-horizontal.

A fim de garantir a estabilidade do solo é necessário seguir regras de segurança durante essa etapa: assim que é terminado o processo de grampeamento de uma face do talude, outro começa a ser processado.

Logo após a realização da perfuração, será injetado concreto no furo, para que o conjunto do chumbador seja colocado ali.

2. Grampos para chumbamento

Os grampos são constituídos de barras feitas de aço, as mesmas que são utilizadas no concreto armado. Por meio de tubos injetores, é realizado o processo de preenchimento do grampo, de maneira ascendente e por etapas.

O chumbamento será feito através de máquinas ou de maneira manual, fixando a estrutura metálica sob pressão no terreno.

Durante o processo de implantação dos chumbadores é preciso que sejam seguidas regras de segurança, a fim de garantir a estabilidade do solo.

Depois de um tempo mínimo de 12 horas, poderá acontecer a reaplicação do chumbador, caso tenha havido a perda de mais de dois tubos.

3. Drenagem

Essa etapa é fundamental para que o sistema de contenção funcione perfeitamente. É necessário realizar um estudo hidrológico antes de proceder a drenagem.

Esta é feita em níveis diferentes: a primeira é superficial, e corresponde ao pluvial, com canaletas para a descida de água, por exemplo.

Outra drenagem se dá num nível mais profundo a fim de minimizar as pressões realizadas pela água.

O mecanismo se dá por meio de drenos horizontais que captam e descartam a água subterrânea que se encontra longe dos taludes montados. Na face do talude, são instalados drenos de paramento, para completar o projeto.

O que é necessário para fazer um projeto de solo grampeado?

Para a elaboração de um projeto de contenção confiável, é necessário realizar um estudo confeccionado no local a fim de garantir maior sustentabilidade ambiental, o levantamento topográfico do terreno, uma investigação das condições geológicas da área e um laudo tecnico ambiental, além de investigações geotécnicas (SPT).

Antes de realizar a projeção do solo grampeado, é necessário fazer, portanto, análises, através de sondagens e topografia de precisão.

São necessários, ainda, estudos de resistência dos tipos de solo envolvidos na construção e dos materiais utilizados, como, por exemplo, a argamassa injetada nos grampos.

O laudo deverá conter as condições do local detalhadas para que a estabilidade do terreno não seja comprometida.

A sondagem de terrenos (SPT)

A Sondagem spt de terrenos, conhecida também por sondagem de simples reconhecimento é um projeto de análise e apuração de um solo bastante utilizado na construção civil para averiguação de condições que permitam a fundação de empreendimentos no local.

O processo visa reconhecer, principalmente, as camadas componentes do solo a ser trabalhado, o nível onde se encontram lençóis freáticos e a capacidade de aguentar cargas de cada parte do terreno.

Para que seja possível realizar um solo grampeado com segurança e dentro das normas de segurança do trabalho, é preciso contratar um Engenheiro responsável para elaboração da Sondagem spt e do acompanhamento do projeto elaborado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *