meio ambiente: foto do planeta terra

As empresas e as pessoas estão cada vez mais conscientes da importância de cuidar bem do meio ambiente. Os recursos naturais como a água são muito utilizados nos mais variados processos industriais e também no dia a dia das pessoas, desde a alimentação até a higiene pessoal.

Mas quando se trata das empresas, elas precisam estar muito atentas quanto a procedimentos necessários que visam a preservar o meio ambiente, evitando que suas ações interfiram de maneira negativa na natureza.

Mas, afinal, quais são esses procedimentos? Na verdade são muitos, mas, neste artigo, vamos falar sobre alguns dos mais importantes. Confira.

Gerenciando áreas contaminadas

Um dos principais procedimentos que visam à preservação do meio ambiente é o gerenciamento de áreas contaminadas CETESB. Trata-se de uma maneira de seguir à risca os procedimentos estabelecidos pela CETESB.

Esse procedimento tem como objetivo monitorar de maneira preventiva áreas que possuem um potencial de contaminação maior por causa de efluentes e resíduos que possam ser despejados nessas áreas.

Após fazer essa investigação, é realizada a reabilitação de áreas contaminadas, bem como desativação de empreendimentos, reutilizando áreas que estavam expostas a algum tipo de contaminação.

Para realizar esse procedimento, é preciso seguir as orientações do manual de gerenciamento de áreas contaminadas CETESB.

No entanto, de modo geral, existem quatro processos básicos que de fato determinam se uma área está contaminada, além de mensurar o que contaminou, o quanto contaminou, dentre outras características. Esses quatro processos são:

  • Avaliação Preliminar;
  • Investigação Confirmatória;
  • Investigação Detalhada;
  • Análise de Risco.

Após realizar esses processos, serão estabelecidas ações de acordo com o tipo de contaminante e dos riscos que ele apresenta para a saúde humana, a fauna, a flora e para o meio ambiente como um todo.

Mas, além desse procedimento, existem outros, e vamos falar um pouco mais a respeito disso no próximo tópico. Confira.

O uso de recursos hídricos do meio ambiente

Os recursos hídricos são águas superficiais ou subterrâneas que podem estar presentes em rios, lagos etc. Quando uma empresa deseja fazer uso desses recurso, precisa solicitar autorização, ou seja, a outorga daee.

Tal uso refere-se, por exemplo, à captação da água para atividades industriais, descarte de efluentes, obras hidráulicas etc. Mas para que seja possível, a empresa precisa possuir essa outorga emitida pelo Poder público.

Após a emissão desse documento, a empresa passa a estar autorizada a usar os recursos hídricos por tempo determinado. Além disso, a finalidade desse uso fica expressa na autorização, o que significa que a empresa não pode fazer uso diferente daquele previamente estabelecido.

Para solicitar o daee outorga, basta que o usuário tenha necessidade de fazer usos dos recursos hídricos como implementação de empreendimentos que necessite dos recursos hídricos, sendo superficiais ou subterrâneos; execução de obras que possam alterar as condições de barramentos, travessias, canalizações etc.; obras que necessitem de extração de água, como no caso de poços profundos.

O monitoramento atmosférico

Além desse processo, outro bastante comum e muito importante é o monitoramento de descargas atmosféricas. Trata-se de um procedimento fundamental para monitoramento de áreas de risco, visando a melhorar as condições para segurança do local.

Isso ajuda a proteger os zoneamentos de risco e plantas industriais e agrícolas, o que ajuda a minimizar perdas materiais e físicas.

Para realizar esse monitoramento, são utilizados sistemas de detecção de raios, que podem ser compostos por detectores de curto alcance ou de longo alcance.

O sistema de detecção de descarga atmosferica de curto alcance coleta dados dentro de uma área de 38 km, fazendo uso de um software que, por meio de gráficos, mostra os níveis de alerta.

Já o sistema de longo alcance consegue monitorar uma área maior do que 480 km, de maneira fixa ou portátil, de acordo com a necessidade de cada monitoramento.

É importante realizar a implantação desses sistemas porque, no Brasil, as tempestades ocorridas na primavera e no versão emitem muitas descargas, que podem prejudicar as regiões onde atingem. O monitoramento evita perdas relacionadas a essas atividades atmosféricas violentas.

Como você pôde ver, existem procedimentos que protegem o meio ambiente de diversas formas, tanto da ação do homem quanto da própria natureza, como no caso das descargas atmosféricas.

Tais cuidados trazem benefícios não apenas ao meio ambiente, como também para todos nós, que precisamos dele para sobreviver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *