A utilização da água é tão essencial quanto seu consumo e, para que o uso seja feito de forma segura, é importante entender os riscos envolvidos e quais são os processos fundamentais para a limpeza correta da água de poços.

A construção correta do poço

Construir um Poço artesiano manual pode oferecer diversas vantagens para os usuários.

Sua instalação é feita com o objetivo de captar água encontrada nos lençóis freáticos, infiltrada em sedimentos e rochas.

Uma das vantagens do uso desta água vinda dos aquíferos encontrados através da instalação do poço artesiano, é o fato de ser protegida contra a contaminação humana, sendo considerada por muitos mais saudável.

Porém, é importante destacar que a água fornecida não deve ser consumida e sim, utilizada para limpeza e lavagem, por exemplo. E para que a água que será fornecida pelo poço seja utilizada de maneira adequada, são necessários determinados procedimentos.

Além do poço artesiano, é possível realizar a instalação do poço semi artesiano, que utiliza um bombeamento para obter o volume de água necessário para o uso.

A instalação de ambos os poços deve seguir de acordo com as exigências da norma NBR 12212 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

O início do processo

A construção do poço artesiano ou semi artesiano deve ser realizada por profissionais qualificados, pois a perfuração feita em local incorreto pode prejudicar as propriedades da água que será fornecida, além de acidentes.

Os poços artesianos ou semi artesianos podem possuir uma profundidade que varia de 40 a 200 metros, por isso, o processo de construção pode oferecer alto risco para pessoas que não possuam experiência ou conhecimento sobre as etapas da construção.

Desta forma, é recomendada a contratação de empresas que possuam cadastro no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA), a fim de comprovar a capacitação dos profissionais que irão realizar os procedimentos para a construção do poço.

Após a realização de pesquisas sobre os serviços disponíveis do mercado, a perfuração deve ser feita com maquinário específico.

O poço deve ser revestido com tubos de aço, para evitar desmoronamento ou contaminação, devido o contato da água com outras camadas do solo.

Desta maneira, possíveis reformas no poço podem ser feitas para trocas os tubos, por exemplo.

Com a estrutura pronta, o próximo passo é bombear o poço para remoção de resíduos e contribuir com a passagem da água pelos tubos.

Este processo é executado com uma bomba submersa, para facilitar o caminho que a água percorre do aquífero para a motobomba.

O tratamento da água

Com a construção do poço finalizada, é o momento de preparar a água para utilizá-la. O tratamento deve ser feito de forma cuidadosa, pois envolve diversas etapas e produtos.

E, assim como o Tratamento de esgoto, o tratamento da agua do poço busca acelerar o processo de purificação e aumentar a qualidade da água de maneira física, biológica e química.

A aplicação de produto químicos e outros tratamentos podem variar de acordo com o uso que será feito, por isso, é possível encontrar diversos tipos de tratamentos, principalmente através da internet, sendo alguns mais essenciais que outros.

Um dos tratamentos mais realizado por pessoas que possuem um poço, é a Remoção de fluoreto, pois em excesso, o flúor pode provocar diversos problemas de saúde a curto ou longo prazo.

Para realizar o tratamento, é possível realizar a instalação de um filtro, por exemplo, e que possa executar a filtração da água.

Em contrapartida, o fluoreto de sodio é aplicado por empresas que fornecem água. Isso acontece para prevenir cáries, que surgem devido a fermentação bacteriana de açúcares.

Aplicado com a quantidade correta e segura na água, o fluoreto de sódio pode beneficiar a saúde dos humanos, porém, é importante manter esta e outras substâncias presentes na água de poços equilibrada.

As vantagens obtidas

Com uma construção completa e segura, é possível destacar diversos benefícios que o uso da água de poços pode oferecer, tais como:

  • Mais praticidade para a utilização;
  • Redução de gastos;
  • Investimento com retorno obtido por muitos anos;
  • Manutenção e controle de qualidade realizado de forma fácil.

Isso porque, os usuários não precisam se preocupar com o racionamento de água, que acontece principalmente durante o verão, além de obter grande redução de gastos com o consumo de água mensal.

A construção de um poço pode ser feita em terrenos comerciais ou residenciais, e os custos para a instalação podem ser altos, porém, se comparados com o retorno obtido, é possível perceber uma grande relação de custo e benefício.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *