Existe uma série de procedimentos dentro da construção civil que oferecem alternativas mais eficazes na preservação do meio ambiente, que é uma demanda contemporânea de extrema importância.

Uma forma de garantir a perfuração do solo, por exemplo, sem gerar destruição e ocasionar em problemas para a natureza e para o ecossistema ao redor é garantir que seja aplicado o chamado MND, ou seja, Método Não Destrutivo.

Você sabe do que se trata esse tipo de procedimento? E como ele pode ser feito? Além disso, quais os procedimentos mais importantes para o trato de solos e terrenos em geral? No artigo a seguir, acompanhe algumas informações extremamente úteis sobre o tema!

Métodos de perfuração não destrutivos

Com a evolução dos maquinários de construção, a técnica de MND se tornou cada vez mais popular nos últimos anos e tem sido empregada para serviços variados de elaboração de poços artesianos, também na manutenção e instalação de:

  • Redes de esgoto;
  • Redes de telefonia;
  • Redes de luz;
  • Dutos de gás natural;
  • Dutos de petróleo.

Esse procedimento exige alguns cuidados especiais, como a abertura de valas a céu aberto, e pode ser um investimento que vale muito a pena na perfuração de solos em diferentes tipos de local.

Os métodos tradicionais oferecem muito mais risco aos trabalhadores envolvidos e ainda geram prejuízos ambientais diversos, como a poluição do lençol freático e a perda da biodiversidade que vive no local da instalação.

Desse modo, o perfuração método não destrutivo sai muito mais em conta e ainda garante benefícios para o meio ambiente e para a qualidade do trabalho executado, motivo pelo qual algumas leis municipais estão sendo promulgadas para que haja obrigatoriedade no uso do MND.

Tipos de perfuração não destrutiva

É possível contar com diferentes tipos de perfuração do método não destrutivo que permitem a preservação ambiental, a ampliação dos resultados obtidos e mais segurança para todos os trabalhadores envolvidos no processo.

A Perfuração horizontal não destrutiva, como diz o próprio nome, é voltada para o sentido horizontal, enquanto a perfuração vertical, muito comum para a criação de um poço artesiano, por exemplo, é voltada para a escavação de cima para baixo.

Dessa forma, o alto desempenho é garantido mesmo em diferentes necessidades, evitando contaminações, poluição, acidentes e processos antiquados.

A perfuração rotativa, por sua vez, é o desempenho giratório que garante a preservação do local sem que haja destruições.

Extrusão

A aplicação de alguns sistemas e itens especiais é fundamental para que os procedimentos não destrutivos possam ser garantidos, oferecendo todos os benefícios que esses métodos conferem.

Um dos processos mais importantes nesse sentido é o da extrusão, que produz continuamente uma série de componentes ideais para que haja uma força que conduz o material pela matriz até que se alcance a forma desejada.

Existem diferentes configurações das formas empregadas, podendo elas ser transversais, vazadas ou até mesmo cheias.

Essas matrizes de extrusão são altamente sólidas e, com isso, não podem ter sua geometria alterada nem mesmo pelo uso contínuo, de modo que sua vida útil é bastante prolongada.

A extrusora, que realiza esse procedimento, gera resultados precisos, sendo indicada para a elaboração de peças compridas que devem ser cortadas ou fatiadas conforme as demandas de cada tipo de aplicação.

Seus componentes, que influenciam na temperatura, na vazão, no cisalhamento e na pressão, são fundamentais para o resultado final, sendo eles:

  • Motor;
  • Rosca;
  • Barril de aquecimento;
  • Matriz;
  • Sondagem.

A chamada sondagem do solo é um procedimento de avaliação e investigação de um terreno, sendo um referencial importante para projetos de fundação, que não podem ser elaborados sem que os profissionais conheçam as condições físicas do local.

Dessa forma, todas as propriedades do solo devem ser apontadas pelos ensaios de sondagem, que são direcionados tanto para obras de menor porte porque quanto para as construções maiores.

Existem diferentes Tipos de sonda, de modo que o processo pode ser rotativo, à percussão ou até mesmo à trado. O mais importante é que todas as informações necessárias sejam obtidas com confiabilidade, sendo algumas delas:

  • Espessura e dimensão das camadas do solo;
  • Nível de água;
  • Profundidade do material impenetrável;
  • Impermeabilidade do solo;
  • Compressibilidade.

Vale lembrar que a garantia de um trabalho eficiente, duradouro e responsável está diretamente relacionado com a aplicação de métodos e sistemas seguros e também com a mão-de-obra especializada, de modo que é fundamental investir em profissionais qualificados e procedimentos conduzidos do começo ao fim com o máximo desempenho em controle de qualidade e precisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *