Há muito tempo, o termo Aquecimento Global tem sido um tópico muito presente na discussão sobre o meio ambiente.

Ainda que seja comentado em poucas visões, essa degradação continua ocorrendo sem que as pessoas tomem muitas atitudes para fazer alguma coisa acerca de interromper o fluxo de agressão – que algumas escolhas da sociedade causam ao ecossistema.

No entanto, milhares de novas ocorrências surgem todos os dias aumentando a deterioração do nosso planeta, sobretudo, vazamentos de grandes efluentes infectantes no mar ou em solo.

Um breve histórico de problemas ambientais

Existem diversos episódios para lembrar como o grande descuidado com os equipamentos pode ser irreversível, tanto para a vida humana, quanto para a ambiental.

Em 1987, em Goiânia, aconteceu o vazamento de um elemento chamado Césio 137, causado por um estouro de um equipamento de radioterapia localizada em um ferro velho, o elemento acabou sendo espalhado por aquela região, causando morte de seres humanos e, claro, da natureza, que hoje está coberta por concreto contaminado.

É válido citar também, o rompimento da barreira em Mariana – MG, que causou a morte do rio que ali habitava, levando junto com ela todo o ecossistema que protegia e dava vida.

É por acidentes como esses, que a proteção ambiental tem ficado cada vez mais rigorosa, apenas a fiscalização não é o suficiente.

Formas de minimizar os impactos ambientais

Para isso, existem meios de proteção que podem ser utilizados em vazamentos, como a manta absorvente, que é feita de óleo e sua funcionalidade é reter, principalmente, fluidos em rios e mares.

Esse material deve ser usado em emergências ambientais, pois eliminam o petróleo e seus componentes, impedindo que avancem a contaminação. Por ser um material de óleo, possui rápida absorção. Por isso, existem vantagens e variedades:

  • Quimicamente neutra, não entra em reação com nenhuma substância perigosa;
  • Altamente resistente à chama e à ação biológica do meio;
  • Absorve mais do que o próprio peso;
  • Mantas brancas absorvem óleo e derivados;
  • Mantas verdes absorvem líquidos perigosos e auxiliam na limpeza;
  • Mantas cinza limpam e absorvem líquidos, no geral.

As barreiras absorventes são usadas para proteção de vazamentos em lugares marítimos, em geral, como cais e portos.

Uma vez que há muita movimentação de marés, acontece uma contaminação nessas superfícies, logo o uso dessas barreiras é essencial nessas áreas, pois produzem uma lavagem natural pela hidrodinâmica. Isto é, só absorvem óleos e derivados, mas não a água.

Existem barreiras em forma flocada, onde absorvem e retém produtos de baixa viscosidade, como diesel e gasolina. E barreiras em tiras que absorvem óleos vegetais com maior viscosidade.

As barreiras que fazem a contenção, geralmente, são maiores e são utilizadas para sustentação de lagos superficiais, que podem, por exemplo, reter lixos e outros resíduos ali utilizados.

Produzidas através de um tecido muito resistente e forte contra raios UV, podem ser instaladas totalmente, em formato V ou dinâmico, e a diferença entre elas se dá pela forma em que as instalações ocorrem e seus limites.

Como as empresas podem lidar com a proteção ambiental?

Uma boa gestão ambiental sabe lidar com todos os seus compromissos, de forma que os certificados e seus conteúdos são realmente praticados, gerando um retorno ecológico positivo à natureza e ao ser humano.

A gestão lida com a preparação e organização desses fatos, de ordem que todos estejam prontos a trabalhar em uma situação emergencial. No entanto, não é porque uma situação não está ocorrendo que a gestão deve ficar parada.

É trabalho dessa equipe, fiscalizar o uso correto desses materiais, bem como sua manutenção. A gestão deve ser preventiva.

Caso essas atividades extrapolem a degradação literal da natureza, a licença ambiental pode agir contra essa gestão, e, portanto, multar o estabelecimento, quando não, o fechando, em casos graves.

Por isso, a obtenção do Licenciamento ambiental Cetesb é necessária caso a sua empresa tenha interesse em, realmente, intervir no meio ambiente.

Através deste, a própria Cetesb, fiscaliza e monitora as atividades que possam destruir o ecossistema, bem como controla o corte de vegetação ou invasão de áreas já definidas como reservas ecológicas.

Tendo em vista, é claro, que pelo Licenciamento Cetesb a empresa terá um limite para suas ações dentro de sua produção.

Toda empresa que realiza atividades, lança, libera lixo ou joga substâncias agressivas na água, ar ou solo, que afetam, diretamente, a condição de vivência do ser humano, assim como da fauna e flora, deve obter sua licença, progredindo então
para um desenvolvimento sustentável.

A utilização de todos esses recursos, bem como a aprovação em diversas licenças, resulta em um mundo melhor, onde a empresa possa crescer, junto a todo mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *