O processo industrial, inevitavelmente, é algo que gera resíduos e lixo industrial. Os chamados efluentes industriais são exemplos disso. Na prática, o efluente industrial é uma referência a líquidos e sólidos originados pelas indústrias na produção de seus itens ou resultados de seus processos.

Quando não tratados da forma correta e lançados no meio ambiente, esses resíduos causam uma série de problemas ambientais como a contaminação do solo, a intoxicação da água e a proliferação de doenças.

Por isso, é interessante que, por conta da prática das indústrias, contratarem Empresas de Tratamento de Efluentes. Tal medida não só é o ideal como também é uma obrigatoriedade de acordo com a legislação ambiental brasileira.

Se você quer melhorar a forma de fazer o tratamento de efluentes industriais da sua empresa e não sabe por onde começar, esse artigo pode ser útil.

Afinal como funciona esse processo? Como encontrar Empresas de Tratamento de Efluentes qualificadas para essa missão? Certamente essas e outras dúvidas não são só suas. Continue lendo e saiba como funciona o tratamento de efluentes no ramo industrial!

Tratamentos de efluentes: como funciona e o que é necessário

Além de ser lei, o tratamento adequado de efluentes e lixo industrial é uma questão de responsabilidade socioambiental da empresa. Dados do Ministério do Meio Ambiente revelam que somente as indústrias são responsáveis pelo consumo de 22% da água do mundo inteiro.

Isso significa que após ser usada na lavagem de equipamentos e outros processos, essa água será descartada em formato de resíduo ou efluente com substâncias contaminantes.

Além da contaminação do solo e dos rios, esses efluentes podem também ser negativos para a rede de esgoto. Por isso, é preciso tomar medidas na hora de tratar esses resíduos.

Separar os efluentes com cuidado e usar equipamentos para ajudar nesse processo é algo muito importante, afinal, o tratamento dessas substâncias serve para:

  • Remover a carga tóxica dos resíduos;
  • Evitar a proliferação de doenças
  • Tornar a água potável;
  • Preservar a qualidade da água nos rios e bacias hidrográficas.

Um dos equipamentos mais comuns para tratar os efluentes é a Estação de Tratamento de Efluente Industrial (ETE), que pode ser encontrada em grande dimensão ou como uma Ete compacta.

Além de armazenar os resíduos, esse equipamento serve como suporte para 4 fases do processo de tratamento. São elas:

1.Coleta e separação de resíduos

Antes de passar por processos de descontaminação, os efluentes industriais precisam ser coletados e armazenados na estação.

Já separados dentro do equipamento, os resíduos são peneirados, filtrados passam por procedimentos como gradeamento e desarenação.

Na prática, essas técnicas servem para separar as gorduras e substâncias contaminantes nos efluentes por meio de grades ou telas. Assim que os resíduos entram na Ete compacta, tudo isso acontece de forma automática.

2. Desinfecção física/química

Assim que os sólidos são separados, é hora de remover os poluentes com processos químicos e físicos. É nessa fase que a água é desinfectada, com processos como a neutralização de Ph.

3. Processos biológicos

Fungos e microorganismos entram em ação ao consumir a matéria orgânica dos efluentes. Na sequência ocorre a transformação dessas substâncias.

4. Lodo

Na última fase, os efluentes se transformam em lodo e podem ser aproveitados como adubo, componentes de combustíveis e outras funcionalidades.

Licenças ambientais: como funciona o cetesb licenciamento

Toda empresa que gera poluição (como os efluentes industriais) precisa ter autorizações e licenças ambientais.

O cetesb licenciamento é um dos órgãos que fiscaliza, controla e autoriza essas atividades. A sigla significa Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) e o objetivo da licença é verificar a forma como das indústrias trabalham com os recursos ambientes.

Por isso, toda pessoa física ou empresa que potencialmente causar poluição ou degradação ambiental precisa passar por obter o cesteb licenciamento.

Além das orientações oficiais disponibilizadas no site da companhia , as empresas que precisam dessa autorização também podem obter informações por meio de consultoria.

De forma geral, as autorizações ambientais são concedidas por longos processos. Da licença prévia a autorização final, há requisitos específicos que podem ser solicitados conforme a atividade exercida pela empresa.

Por esse motivo, o apoio de uma Empresa de licenciamento ambiental é uma boa alternativa para tirar todas as dúvidas.

Esse tipo de parceria também pode ser bastante útil para melhorar as técnicas na forma de fazer o tratamento de efluentes industriais. Se você está nesse momento, nada melhor do que contar com a ajuda de quem entende do assunto, não é mesmo? A consultoria ambiental é uma boa prática nesse sentido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *